O Velho Alfaiate
— desde 2018 —

O Velho Alfaiate é um restaurante localizado na Rua Morais Soares, 7A, cujo nome encerra uma certa dualidade. Por um lado vai buscar à infância de Alexandre, um dos proprietários, a inspiração para o nome, uma vez que o seu bisavô, com quem passou parte da meninice era alfaiate. Por outro, este é um estabelecimento que nasceu devido à visão e genica que caracterizam as novas gerações.

Alexandre e Maria conheceram-se na Foz do Arelho, enquanto ela trabalhava na praia da Foz. Pouco tempo demorou para que sonhassem com uma vida a dois. Sabiam, contudo, que esse futuro dependeria muito dos seus esforços combinados e começaram por criar um pé de meia, durante dois anos. Num rasgo de impetuosidade, Maria viu em Londres a possibilidade de acumularem não só algumas poupanças, mas também de terem contacto com as últimas tendências de restauração. Sem qualquer hesitação, Alexandre seguiu-lhe os passos e rumaram para norte do globo, onde cresceram profissionalmente. Alexandre esteve na empresa Galvin e chefiou um gastro-pub, na zona de londres. Maria trabalhou em vários estabelecimentos de fine-dine. Findo o período de aprendizagem, decidiram novamente de rompante, regressar à pátria.

Durante o período em que estiveram fora, puseram a hipótese de criar um restaurante em Portugal. Em Lisboa, o número 7A, na rua Morais Soares, onde na longínqua década de 30 tinha estado um armazém de distribuição de vinhos e azeites, pareceu-lhes o local ideal para uma aventura comercial a dois, embora as poupanças amealhadas não lhes permitissem grandes ‘vôos'. Tinham porém duas grandes armas à sua disposição para erguer uma casa: vontade de vingar num novo conceito de restauração que valorizasse apresentação e qualidade, assim como a ajuda preciosa dos pais de Alexandre. José Carlos tratou de toda a instalação eléctrica e desenrascava qualquer situação difícil. A mãe de Alexandre foi indispensável em tudo o que dizia respeito à decoração. E assim foi que o Velho Alfaiate se tornou num novo Velho Alfaiate, desde as pinturas, madeiras, candeeiros, cadeiras, até o próprio chão, tudo foi feito com o esforço destes quatro elementos. Foi um processo trabalhoso, mas também divertido, relata o jovem casal, e que está em constante evolução. Uma área foi, contudo, 'poupada' ao esforço de renovação do espaço, a fachada do armazém de distribuição que ainda ostenta orgulhosamente o nome dos seus fundadores.

A missão de Alexandre e Maria é de criar um estabelecimento que sirva a comunidade e de estabelecer relações duradouras com a clientela. O Velho Alfaiate dá ainda os primeiros passos, tendo sido inaugurado em 2018, contudo a aceitação do estabelecimento tem sido deveras positiva. O nosso casal aposta ainda nas novas tecnologias como meio de divulgação do seu negócio, casando perfeitamente o espírito de proximidade com as novas tendências sociais.

Se gosta de um espaço eclético, venha descobrir a mescla perfeita do novo com o antigo.  
O Velho Alfaiate

 

2018-09-03T15:41:47+00:00